Divulgação

“Neste ano jubilar de 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida no Rio Paraíba, a Catedral Metropolitana de Montes Claros, estará realizando dos dias 3 a 12 de outubro, a 67a Novena em Honra a Nossa Senhora Aparecida.
Com o tema “Eis aí a tua Mãe”, convidamos você e a sua família para participarem conosco de fortes momentos de fé, devoção e homenagens à Padroeira do Brasil e da Catedral.
Do dia 03 ao dia 11; haverá repicar dos sinos às 7 horas da manhã; Momento Mariano com consagração à Nossa Senhora ao meio dia; hora da misericórdia às 15 horas; e às 19 horas Novena e Celebração da Santa Missa com a presença de vários bispos e padres.
No dia 7 (sábado) será o IV Vem Brincar na Praça com a Catedral, festa beneficente para 6.000 crianças carentes.
E no dia 12 de outubro, o dia da nossa Padroeira será um dia todo especial!
Teremos às 7 horas da manhã a Missa Solene presidida pelo arcebispo coadjutor Dom João Justino; às 10 horas a 4a carreata de Nossa Senhora Aparecida saindo da Igreja São José com destino à Catedral, onde acontecerá a tradicional benção dos veículos; ao meio dia momento Mariano com consagração à Nossa Senhora; 18 horas solene procissão com a réplica da imagem de Nossa Senhora Aparecida pelas ruas centrais de Montes Claros; e às 19:30 horas, a belíssima Missa Solene de Encerramento, presidida pelo arcebispo Dom José Alberto Moura.
E como já se tornou tradição, todos os dias haverá as barraquinhas com comidas típicas e shows de artistas da terra na Praça da Catedral.
Venha participar conosco, para juntos fazermos esta grande festa a nossa Mãe Aparecida!

0 1805

Está em vigor os novos horários para o atendimento do Sacramento da reconciliação na Catedral

Terça de 9h às 10h30
Quarta de 15h às 17h30
Quinta de 10h30 às 12h
Sexta de 15h às 17h30

*Não é necessário marcar horário*

Acompanhe nossa Santa Missa pelos Enfermos.

Toda Quarta Feira, às 07:00 hrs.

Ao vivo na TV Gerais Canal 2, e no nosso canal do Youtube.
Compartilhe conosco essa grande Benção e repasse ela para atingir os corações de quem mais precisa.
23. Olhai, Senhor, em vossa bondade, a nosso(s) irmão(s) que sofre(m) a enfermidade,
– concedei-lhe(s) fortaleza no corpo, paz no espírito, tolerância na dor e plena recuperação da saúde perdida.

0 2866

Fundação do Apostolado da Oração na Catedral

O Apostolado da Oração da Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida foi fundado em 28 de Fevereiro de 1971. Isso ocorreu pela convocação para Assembleia Geral Extraordinária, realizada na Catedral, com a presença de todos os membros do Apostolado. Seu fundador foi Padre Raimundo Tadeu de Carvalho.

Na 2ª reunião ordinária do Apostolado da Oração, no dia 7 de Março de 1971, foram escolhidas três pessoas para os cargos de presidente, secretário e tesoureiro.

Atuação na Catedral

Com a missão de divulgar a devoção ao Sagrado Coração de Jesus, as graças e promessas, o Apostolado da Oração paroquial possui regulamento interno, que auxilia em sua organização.

Os membros do AO se reúnem para Celebração da Eucaristia, todas as primeiras sextas-feiras de cada mês, às 18:30h na Catedral Nossa Senhora Aparecida.

O Apostolado da Oração da Catedral mantém uma campanha de arrecadação de óleo de cozinha. O objetivo é doar os produtos, oferecidos no Ofertório da Missa da primeira sexta-feira, para o Seminário Maior Arquidiocesano Imaculado Coração de Maria ou para outra instituição que necessite, sempre a critério do pároco, Padre Valdomiro Soares Machado (Frei Valdo).

O que é o Apostolado da Oração (AO)?

No livro dos estatutos do AO, encontramos esta definição: “O AO constitui a união dos fiéis que, por meio do oferecimento cotidiano de si mesmos, se juntam ao Sacrifício Eucarístico, no qual se exerce continuamente a obra de nossa redenção, e desta forma, pela união vital de Cristo, da qual depende a fecundidade apostólica, colaboram na salvação do mundo”.

Em resumo, O APOSTOLADO DA ORAÇÃO:

• Propõe um caminho rumo à santidade
• A partir do oferecimento diário
• Que transforma nossa vida
• E nos coloca em comunhão universal de preces
• Pela força do Espírito Santo que habita em nossos corações,
• E nos impele a vivenciar os mesmos sentimentos do Coração de Jesus
• Para que, alimentados e modelados por Ele na Eucaristia,
• E reconciliados com Ele pelo sacramento da Reconciliação,
• Possamos colocar-nos plenamente, de coração inteiro, a seu serviço e a serviço da Igreja, a exemplo de Maria, para que seu Reino venha a nós, hoje, amanhã e sempre.

O que é ser um membro do AO?

É ser uma pessoa associada ao AO com o desejo de viver esta espiritualidade.

Quantos associados tem o AO no mundo?

O AO tem aproximadamente 50 milhões de associados no mundo, dos quais 6 a 7 milhões no Brasil.

Em quantos países do mundo o AO está presente?

O AO está presente em 70 países do mundo.

Como funciona, na prática, o AO?

A prática básica é o nosso oferecimento diário ao Pai, nas intenções do Santo Padre, e a colaboração na Missão de Cristo.

NORMAS PASTORAIS PARA A CELEBRAÇÃO DO SACRAMENTO DO MATRIMONIO

E FORMATURA PARA O ANO DE 2016.

 A celebração do matrimônio cristão é a expressão, realizada na liturgia, de um compromisso de amor fiel e duradouro entre um homem e uma mulher, tendo em vista a formação de uma família. Este amor conjugal, benção e dom de Deus, vivido à luz da fé, é sacramento: manifestação visível de uma graça divina, que une o homem e a mulher, como Cristo a Igreja (Cf Ef 5,25-33). Por isso, o Apóstolo nos diz que os fiéis se casam no Senhor (cf. 1 Cor 7,39). Este dom maravilhoso tem como frutos os filhos, que deveram ser criados e educados responsavelmente na fé. Antes de tudo, o matrimônio cristão é belo e fecundo por sua realidade interna. Sua celebração só será verdadeira e igualmente bela, quando expressão desta realidade interior.

Hoje, contudo, por força de uma mentalidade consumista, tenta-se muitas vezes introduzir elementos estranhos, em nossas igrejas por ocasião da celebração do matrimonio. Tais elementos, abusivos, estão criando constrangimentos às famílias, que são obrigadas a gastar além de suas reais possibilidades. A igreja, quando tais abusos acontecem, torna-se palco de exibição injusta e humilhante, da disparidade entre ricos e pobres. Os padres, às vezes, são impossibilitados de exercerem bem seu ministério, devido ao tumulto provocado em tais ocasiões por fotógrafos, cinegrafistas e funcionários de empresas que se intrometem na celebração, contribuindo para criar um ambiente mais pagão do que cristão. Atrás de tudo isto, há uma crescente exploração comercial das festas de casamentos, inclusive da celebração na Igreja.

Em razão de sua missão pastoral, a Arquidiocese de Montes Claros sente-se na obrigação de preservar na liturgia do matrimônio a autenticidade da fé e a riqueza da graça e da palavra de Deus. Por isso, para que a celebração do matrimônio seja convenientemente realizada, em espírito de fé, com as bênçãos de Deus e para a felicidade dos noivos e de seus familiares, divulgamos estas Normas Pastorais para a celebração do Matrimônio a partir da presente data.  Montes Claros 01 de agosto de 2015.

 NO TOCANTE À PREPARAÇÃO PARA A CELEBRAÇÃO DO MATRIMÔNIO

 01 – As reuniões de preparação dos noivos obedeçam às orientações dadas pela arquidiocese

02 – Os noivos marquem a data da Igreja onde vai ser celebrado o casamento. Marcar a data não significa que já esteja tudo resolvido; é preciso depois dar entrada com os documentos na Igreja.

03 – Os noivos levem os documentos necessários para o casamento religioso (batistério, declaração do cartório, cópia da identidade, comprovante da preparação para o matrimônio, comprovante de residência) com no mínimo trinta dias antes da data marcada, na paróquia onde mora o noivo ou a noiva. Nesta ocasião também, deverá ser paga a taxa do processo que é de R$ 60,00.

04 – Depois de marcarem a data do casamento, de tomarem conhecimento das normas e de assinarem o documento se comprometendo em obedecê-las, os noivos combinem com os músicos cadastrados pela Catedral, apresentando-lhes as orientações da Igreja para a celebração do matrimônio cristão, e em seguida os mesmos deverão procurar a secretaria paroquial da Catedral para recebimento das normas e assinatura do termo de compromisso. Os ornamentadores, fotógrafos e filmadores também deverão procurar a secretaria paroquial da Catedral para recebimento das normas e assinatura do termo de compromisso. Não será permitida a realização dos trabalhos destes profissionais dentro da Igreja sem a devida assinatura do termo e o comprovante do pagamento das taxas.

05 – Celebrando o matrimônio, os noivos começam uma vida nova, uma nova família. Por isso procurem se confessar antes da celebração do matrimonio. Caso queiram comungar no dia do casamento, avisem antes na secretaria da Paróquia onde o mesmo será celebrado.

06 – Não serão permitidos invenções ou acréscimos dentro da celebração do matrimônio que firam a liturgia ou que prolonguem o ato litúrgico e não será permitida Cerimonial nos casamentos realizados na Catedral, no tocante a liturgia matrimonial, uma vez que a Igreja dispõe gratuitamente desse serviço com exceção da entrega de bombons e serviços externos em comum acordo com a liturgia matrimonial.

 Obs: Só será permitido cerimonial nos casamentos realizados no Santuário Bom Jesus e Igreja São José por ainda não possuir equipe litúrgica matrimonial.

07  – Em nenhuma hipótese poderá:

  1. a) haver floristas;
  2. b) fechar a porta da Igreja para a entrada da noiva;
  3. c) distribuir bombons e receber cumprimentos dentro da Igreja.

 NO TOCANTE À CELEBRAÇÃO DO MATRIMÔNIO

 01 – Para que as celebrações sejam revestidas de cuidado e dignidade e os ministros possam assistir aos matrimônios com tranquilidade e boa disposição, os noivos deverão respeitar o horário marcado, sendo pontuais. Lembre-se sempre que o horário marcado leva em consideração os convidados, aquele que preside a celebração, os funcionários da Igreja e, principalmente, os noivos que se casam no horário seguinte. Respeitar o horário é sinal de civilidade e respeito aos outros.

02 – A música apropriada ajuda a criar o ambiente para a celebração litúrgica do matrimonio. Quando os noivos forem escolher o repertório a ser executado na celebração do matrimônio, devem ter em vista esta finalidade. Por isso, as musicas devem ser sacras litúrgicas podendo haver também o instrumental.

03 – A 1ª leitura seja feita por um leitor, da equipe litúrgica, preparado para exercer essa função. Com ressalvas para o Santuário Bom Jesus e Igreja São José, que ficará sobre a responsabilidade do cerimonial.

04 – Também as preces sejam proclamadas por alguém da Equipe Litúrgica.

05 – Caso os noivos desejem, pode-se fazer, antes da benção final, a consagração do novo casal a Nossa Senhora, ou Santo de devoção. Mas é preciso combinar antes com o ministro que vai assistir ao casamento e a Equipe Litúrgica.

06 – Só é permitido tocar nos casamentos Ministérios Católico, e que estejam cadastrados na Igreja. É necessário observar as normas e informar com a secretaria os ministérios de músicas autorizados pela Igreja Catedral Nossa Senhora Aparecida.

 NORMAS PARA OS DECORADORES

A ornamentação é sempre uma expressão da alegria da festa que se celebra. Haja bom gosto e simplicidade na decoração da Igreja. O Espírito Cristão da celebração pede sobriedade, sem gastos supérfluos e sem ostentação. Por isso determinamos o que se segue:

01 – A Decoração é única por dia e a taxa a ser paga é por decoração no valor de R$150,00 (Cento e cinquenta reais), para Igreja Catedral e R$100,00(Cem reais), Igreja São José e Santuário, sendo paga pelo decorador. Nada podendo ser mudado ou retirado até o último horário.

02 – Quando as duas noivas não entram em acordo com a decoração, a Paróquia define a cor branca.

03 – A ornamentação deve ser simples sem muita ostentação. Não será permitido o uso de flores artificiais em hipótese alguma.

04 – Não é permitido jogar pétalas, folhas e flores no piso da Igreja.

05 – Não será permitido a confecção de arranjos no interior da Igreja.

06 – A arrumação da Igreja deve ser feita antes da Missa, de forma que impreterivelmente, às 16:00h  tudo já esteja em seus devidos lugares: arranjos, tapetes, genuflexório arrumado, mesa para assinatura dos noivos e Igreja toda limpa.

07 – Não é permitido pregar nada nos bancos ou paredes da Igreja, nem deslocar os bancos dos lugares onde se encontram e usar qualquer folhagem do jardim da Igreja, e não é permitido limpar e ou varrer tapetes dentro da Igreja.

08 – Na ornamentação do presbitério se torna obrigatório ornamentar as imagens de Nossa Senhora e São Pio X que ficam no altar, sendo em outra comunidade é obrigatório ornamentar os padroeiros que ficam também no altar.

09 – No presbitério da Igreja (parte onde está o Altar), os arranjos não poderão impedir a movimentação das pessoas, muito menos a visão daqueles que estão participando da celebração, isto quer dizer que número deles nesta área deve ser reduzido. Nenhum objeto que não seja litúrgico poderá ser colocado nesse espaço: cadeiras, tapetes, imagens, etc.

10 – A decoração no corredor central da Igreja não pode impedir que os fiéis vejam e acompanhem o que está acontecendo no altar (Presbitério). Por isso, não é permitido que os arranjos, tanto do presbitério, quanto do corredor central, ultrapassem a altura dos bancos.

11 – Não é permitido o uso de colunas de concreto ou similar

12 – O lixo remanescente da decoração não deverá, em hipótese alguma, permanecer no interior da Igreja ou proximidades.

13 – Após o casamento, os arranjos do altar deverão permanecer no lugar, não sendo permitido retirá-los, assim como os suportes. O mesmo deverá acontecer com os arranjos do altar de São Pio X e Nossa Senhora e os padroeiros das outras comunidades.

14 – Durante a arrumação da Igreja os ornamentadores deverão ter uma postura adequada à CASA DE DEUS. IGREJA é lugar de silêncio e respeito, inclusive no vestir, andar e falar. Lembrando que os celulares ou similares devem também, ser usado do lado de fora da Igreja, à paróquia não se responsabiliza por materiais deixados no interior ou na área externa da Igreja.

15 – É expressamente proibido o uso de luminárias ou velas acesasbem como, de fitas adesivas ou similares para pregar qualquer coisa no piso da Igreja.

16 – Os ornamentadores deverão trazer todo o seu material de limpeza para a Igreja como: vassouras, rodo, pano, baldes, lonas etc.

17 – A decoração deverá ser entregue no horário acima mencionado.

18 – O horário para fazer a decoração será das 08:00h às 16:00h.

19_ O responsável pela decoração deverá apresentar o comprovante do pagamento da taxa à pessoa responsável pela Igreja. Será cobrado taxa no valor de 150,00 (Cento e cinquenta reais), caso aja iluminação na parte exterior da Igreja.

20 – É expressamente proibido jogar confetes (papel picado) dentro e no entorno da Igreja, pois temos celebração da santa missa na manhã seguinte.

 NORMAS PARA OS FOTÓGRAFOS E FILMADORES

Os fotógrafos e filmadores, profissionais ou amadores, não podem perturbar o bom andamento da celebração e desviar a atenção da assembléia. O sacramento da Igreja é, primeiramente, “acontecimento de salvação”, e não um evento a ser registrado por filmes e fotos. Por isso determinamos o que se segue.

01 – Durante a Liturgia da Palavra (1ª leitura, Salmo e Evangelho, incluindo a homilia) é permitida a filmagem ou gravação somente com câmera fixa. Nos outros momentos, haja discrição e respeito, não transitando no presbitério. (espaço onde se encontra o Altar)

02 – É importante conservar o silencio e o respeito durante a celebração, pois esta é uma ação sagrada.

03 – Não coloquem ou apoiem câmeras, máquinas ou qualquer outro objetivo sobre o Altar. Este é o lugar mais sagrado para nós católicos.

04 – Após a saída (canto final) não é permitido retornar ao presbitério para fazer fotos.

05 _ Não é permitido o uso de mais de 02 holofotes.

06 _O responsável pela filmagem e fotografia deverá apresentar o comprovante do pagamento da taxa à pessoa responsável pela Igreja, valor da taxa 100,00 (Cem reais).

NORMAS PARA QUEM VAI CANTAR NOS CASAMENTOS

      As músicas usadas na celebração do matrimônio devem expressar o mistério de Cristo que se celebra. Na celebração do matrimônio cristão não cabem músicas que sejam contrárias a este mistério tão sublime, como músicas de filmes, novelas e até mesmo música popular brasileira. Os ministérios de música deverão ser católicos e cadastrados na Paróquia Catedral. Não serão permitidos ministérios de outras religiões. Por isso determinamos o que se segue:

 01- Os ministérios de música deverão ser católicos e cadastrados na Paróquia Catedral.

02 – Conforme o ritual do matrimonial, os momentos permitidos para a execução da música.

    – as entradas dos Padrinhos, Noivo e Noiva.

     – entrada da Palavra (se tiver)

     – Salmo Responsorial

     – Aclamação ao Evangelho

     – Durante a entrada das alianças

     – Durante a comunhão (se houver)

      – Durante a assinatura da ata do casamento

     – Entrada de Nossa Senhora e Consagração ou Santo de devoção (se tiver)

     – No final da celebração

03 – Nossa Paróquia dispõe de equipes de música preparadas de acordo com as Normas Pastorais da Igreja. A seleção das músicas deverá ser apreciada pela coordenação da Equipe de Canto, assegurando assim o cumprimento das normas pré-estabelecidas. É fundamental que a escolha das musicas sejam músicas sacras litúrgicas.

04 – Os Ministérios que não são da Paróquia, deverão trazer a mesa de som com seus microfones e cabos.

NORMAS PARA OS CUMPRIMENTOS

 01 – Quando na Igreja, deverão ser recebidos na porta central da Igreja do lado de fora.

02 – Se houver confraternização, distribuição de bombons, em hipótese alguma será permitido dentro da Igreja. Este serviço acontecerá no local destinado aos cumprimentos.

03 – As tendas poderão ser montadas somente fora da Igreja, na entrada principal ou nas laterais da Igreja. Quem optar pela tenda deverá pagar uma taxa extra de R$ 50,00 referente ao espaço onde será colocada a tenda.

TVS INTERNAS E SISTEMA DE COMUNICAÇÃO WEB DA CATEDRAL

A Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, possui sistema de comunicação composto por 06 TVs nas naves laterais da Igreja, o que facilita a participação e visualização das pessoas que estiverem na assembléia durante as celebrações, 01 TV no presbitério, e 04 câmaras de alta resolução, que são utilizadas para as filmagens de todas as Missas celebradas na Catedral.

As celebrações diárias das Missas além de serem transmitidas pelas TVs Internas, são disponibilizadas ao vivo pela internet, para que em qualquer parte do mundo pessoas participem das Missas na Catedral. As transmissões são feitas através da TV CATEDRAL pelo canal no Youtube: Catedral Metropolitana Montes Claros  ( https://www.youtube.com/user/catedralmoc ) e também pelo Facebook da Catedral ( https://www.facebook.com/CatedraldeMoc/ ) e ficam disponíveis para o acesso a qualquer dia e horário.

Para as celebrações de Matrimônios e Formaturas, a Catedral disponibiliza este trabalho para ser transmitido pelo canal do Youtube para um público fechado ou aberto, em qualquer parte do mundo, e também para as TVs internas da Catedral. O valor da contratação deste serviço é R$ 300,00 (trezentos reais), que deverá ser pago 50% na contratação do serviço e 50% até o último  dia anterior a cerimônia religiosa.

TAXAS

       As taxas da Igreja deverão ser pagas antecipadamente na Secretaria da Paróquia tendo elas o valor total de R$ 550,00, para a Catedral e R$ 350,00 para as Comunidades Santuário Bom Jesus e São José + R$50,00 tenda (se tiver), o processo matrimonial deve entrar na paróquia onde o noivo ou a noiva residem sendo este valor de R$ 60,00 pago onde for dada a entrada da documentação.  No ato do agendamento os noivos deverão efetuar pagamento inicial no valor de R$100,00 (cem reais), que será descontado do valor total da taxa.

  1. a) No ato do agendamento os noivos assinarão um termo de compromisso de que aceitam e concordam com as normas da Igreja.
  2. b) Em caso de desistência dos noivos ou formandos após a assinatura do termo de compromisso, não haverá a devolução do valor pago.

 ATENÇÃO:

COM RELAÇÃO AO TÉRMINO DA CELEBRAÇÃO

– Ao final da celebração, ou seja, após a saída do presidente da celebração, as luzes internas da Igreja serão desligadas gradativamente, e as tomadas desligadas 30 minutos após o término da Celebração, exceto quando houver outra celebração após.

– Não será permitido ao final da celebração voltar ao presbitério para fotografias. Após o término da celebração deve proceder à saída do casal e da assembleia para o casamento seguinte.

A partir do mês de agosto de 2014 todos os casamentos e formaturas realizados na Paróquia Catedral deverão seguir rigorosamente as orientações da Equipe Litúrgica Matrimonial, onde noivos e equipe prepararão juntos a celebração do matrimônio. É um trabalho que a Igreja oferece gratuitamente através da pastoral familiar, que deve acompanhar o casal antes, durante e depois do matrimônio.

As celebrações de formatura deverão ser preparadas com a equipe de liturgia da paróquia.

Com referência aos cerimoniários, se for necessário, se encarregarão da parte externa da Igreja, distribuindo bombons, etc., em comum acordo com a equipe litúrgica matrimonial.

 Valdomiro Soares Machado (Frei Valdo)

 (Pároco)

  

Coordenadora Paroquial de Liturgia

Catedral – Irenice –  91512352/ 3221-0745

Santuário – Fátima – 32217286

São José – Maristela – 32215272

 

 Equipe Litúrgica Matrimonial – Catedral

– Roberto e Maria Teresa  – 32226591

– Eduardo e Simone – 32214461- 91289875- 99588398

– Jarbas e Ana – 32122228 – 84111751

– Moisés e Anne – 30826505

– Doni e Cleide 32225871

-Flauci e Jane – 32213821

-Wanderson e Cris – 92104112 –91456840

– Júnior e Cintia – 91757072

-Alisson e Elisângela -30845885

-Hercules e Luana 91378572- 91097504

-Klewton e Karla 91216113 – 32184241 – 91044241

-Rafael e Mira– 32225871

 

 Ministérios Músicas

– Denise – 30846590 – 91653080

– Júnior – 91789538/99554951

– André Thiago – 91378471/98500132

– Cimara Dias  – 30842383/99992204/91721322

– Demétrio – 91583700

– Josiane –    32156127/91969443/99904525

– Lucinha Macedo – 32221838/99580272

– Maria Odilia –  32211064

– Normando e Ariadna – 32137047/91152330

– Vera Tatiana – 30824222/88172198/32137931/91477745

– Aline Santos e músicos-91472954-99526922

– Vozes do Altíssimo – 92134066/ 92265680

– Cecília – 88283138/ 21045118

– Ministério Herdeiros – 91408700

– Jovenildo Santos Som e Harmonia – 91444724/ 98057326

– Grupo Musical Divinus – 91535872/ 91562520

– Ministério Sagrada Família – 91782337/ 91559118

– Simone Santana – 91948317/ 32149941

– Requinte Musical – 91466943/ 32210802/ 30841063

– Ministério Aliança – 84140933/ 91896447

– Soluz Agência – 30847091

– Ministério Sonata – 91284390

– Soraya e Deisianne – 91388061

– Josiane Simões – 91969443/ 99904525/ 32156127

– Isaque Emanuel – 91480116/ 98093478

– Mariana Pereira – 98597203/ 91643795/ 30811710

  

Decoradores

 – Darcy Borba   –  3212-1635/ 9953-4853

– Flávio Durães – 3081-9882 – 91240644 – 99219319

– Floricultura Ana Clara – Ivonete  – 3216-9055/9142-9430

– Duca Decorações  – Maria do Carmo Maciel – 3212-1481/9102-6671

– Vanilda Versiane – 3221-3873 – 88365873

– Privilege Decorações (Marlúcia ) –  3084-4797/9999-0686/9170-0767

– André Ruas – 9847-2176/9126-4285

– Mayra Costa de Rezende  – Zelita – 9115-0840

– Salvador – 3084-5674

– César Costa – 3222 9765  – 3221-9865

– Victus – Paulo Cézar –   3212-7131 – 9135-0484

– GT Video e eventos –  30846176 – 9968-8663/9192-9166

– Jerusa Pereira Decorações – Emanuela e Jerusa – 9123-3833/9946-1584-3084-2471

– Cláudia Prates – 91789550 –  32210146

– Arte e Vida Decorações – Helenice – 32219016 – 98523770 – 91750612

– CIA. Das Flores – 32215165 – 91279430 – 98720061

– Sônia Decorações – 32131669 – 32222280

– Jeane Buffet e Decorações – 91511577 – 98490922 – 91258554

– Flora Aquarius – 32221212 – 98124673 – 913733509

– Roseli Soares – 99287483

– Anna Karina (Passarela de Espelho) – 99390468/ 88479304/ 32169359

– Zelita Costa – 97264544/ 91150840

– Angels Decorações e Cerimonial – 91311919/ 32132765/ 32132604

– Decore Fest – 91266421/ 98905244

– Joana Darck Decoradora – 91921386/98721059

– Buffet Fino Toque Decorações – Pedro Paulo 32143654/91774251- 91631549/91247293

– Eduardo Abóbora – 3084-3919 / 9118-1044

 

 

 

Cerimonial e Fotógrafos (SUGESTÕES)

– Angels Cerimonial – Celeide-3213-2604/ Jakcelhen 9131-1919/ Elaine 3213-2765

– Perfil Cerimonial – 98242852/ 91610079

– Ânima Cerimonial – 91211036/ 99192415

– Quality Cerimonial – 91946184/ 32237715

– Detalhes Cerimonial – 91579808/ 98502234

– Ápice Cerimonial – 99483857/ 92079900

– Classicus Cerimonial – 91949923/ 99660110/ 91231556

– Lanue Cerimonial – 91500675/ 91051265/ 30151230

– MD Cerimonial – 91773194/ 92227990/ 32227604

–  GuiSoares Fotografia – 91579951/ 32219965

– VIGGI Fotografia – 98125599/ 98115599

– Gislene Neri Fotografia – 92154950/ 30824150

– Lilás Cerimonial e Eventos – 9226-5680/9213-4066

– OBJETIVA DIGITAL – Mara Lima 9131 8727 / 9921 6021 / Farley 9813 5447

– Virgínio Santos Stúdio Fotográfico – 3221 2211

 

 

1. Devemos ser dizimistas porque nada trouxemos para esse mundo nem dele nada levaremos. Isso significa que não somos donos de nada, mas apenas usuários dos bens que Deus nos confiou. Por isso não “damos” o dízimo, mas “devolvemos” o dízimo daquilo que o Senhor mesmo nos confiou.

2. Devemos ser dizimistas porque sua prática foi observada por aqueles que andaram com Deus. O dízimo foi observado antes da Lei, durante a Lei, nos livros históricos, poéticos, proféticos, bem como, no Novo Testamento. Sempre que o povo de Deus enfraqueceu na fé e se afastou da verdade, reteve os dízimos e sonegou as ofertas. A ausência da devolução dos dízimos sempre foi um sinal de afastamento de Deus na história da Igreja.

3. Devemos ser dizimistas porque sua prática é um sinal da vida espiritual abundante. Antes de o profeta Malaquias encitar o povo a trazer os dízimos para Deus, chamou-os a trazer o coração ao altar. Isso porque a vida vem antes da oferta. Primeiro entregamos a Deus o nosso coração, depois trazemos nossa oferta. O coração se abre antes do bolso.

4. Devemos ser dizimistas porque essa prática não é uma opção, mas um mandamento. Não o entregamos quando bem entendemos, mas o fazemos porque Deus expressamente nos ordena. “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro”. Não ser um dizimista é uma desobediência a uma ordem expressa de Deus.

5. Devemos ser dizimistas porque esta é uma das melhores maneiras de demonstrar a nossa gratidão a Deus. Enquanto a retenção injustificada do dízimo evidencia a ingratidão de quem não soube reconhecer as dádivas celestiais, a sua devolução consciente abre o nosso coração a um relacionamento mais profundo, sincero e dinâmico com aquele que, diariamente, abre o céu para nos abençoar.

Seja um dizimista em nossa paróquia. Entre em contato conosco, pelo telefone: (38) 3221-5028, e faça já o seu cadastro.

Deus abençoe!

Galeria de Fotos

0 669
Com a Santa Missa presidida por Frei Valdo (Padre Valdomiro Soares Machado), Pároco da Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida de Montes Claros, iniciou-se a...