Notícias

0 219

Com o tem “Os rostos sofredores que doem em nós”, a Comunidade Paroquial São José realizará de 10 a 19 de março de 2018 a 21ª Novena e Festa do Padroeiro da Comunidade São José.

PROGRAMAÇÃO

CELEBRAÇÃO DA SANTA MISSA, ÀS 19 HORAS, TODOS OS DIAS

10/03 (sábado) – 1º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos às periferias existenciais.

11/03 (domingo) – 2º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos ao encontro dos solitários.

12/03 (segunda-feira) – 3º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos ao encontro dos que passam fome.

13/03 (terça-feira) – 4º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos ao encontro dos pobres.

14/03 (quarta-feira) – 5º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos ao encontro dos enfermos.

15/03 (quinta-feira) – 6º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos ao encontro dos dependentes.

16/03 (sexta-feira) – 7º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos ao encontro dos desempregados.

17/03 (sábado) – 8º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos ao encontro dos afastados.

18/03 (domingo) – 9º dia: Com Jesus, Maria e José, vamos ao encontro das crianças.

19/03 (segunda) – MISSA DO GLORIOSO SÃO JOSÉ

06h – Alvorada

07h – Missa dos Enfermos (Unção)

18h30min – Procissão (saindo do Santuário do Bom Jesus para a Capela São José)

19h30min – Solene Missa de encerramento

BARRAQUINHAS COM COMIDAS TÍPICAS TODOS OS DIAS NO CENTRO COMUNITÁRIO

A Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, neste ano do laicato, com a inspiração de Maria, cria um novo movimento na Paróquia, a Missão Totus Tuus.

A Missão Totus Tuus visa estimular o protagonismo dos Consagrados a Jesus pelas Mãos de Maria na participação ativa e fiel na vida da Igreja.

Para isso serão realizadas nos primeiros e terceiros sábados de cada mês reuniões para formação humana e doutrinária, espiritualidade e missões nas comunidades rurais da Paróquia Catedral.

Para participar é necessário que o fiel tenha feito a Consagração a Nossa Senhora pelo Método de São Luiz Maria Grignion de Monfort.

O primeiro encontro será no dia 03 (três) de março de 2018, sábado, no Centro Paroquial João Paulo II, às 14 horas.

Não é necessário fazer inscrição.

Outras informações no Centro Paroquial João Paulo II ou pelo telefone (38) 3221-5028

Já pensou em servir no altar do Senhor?
Sente o desejo de estar mais próximo do Cristo que é imolado no altar?

Então venha ser acólito ou ancila na Catedral de Montes Claros

Podem se inscrever homens ou mulheres de 15 a 24 anos.

As inscrições podem ser realizadas presencialmente na Secretaria Paroquial
ou através do link: https://goo.gl/TXWV2P

O que é ser coroinha?

  Ser coroinha é estar a serviço do altar e do próximo. Servir ao altar não é apenas ajudar o padre, transportar os objetos litúrgicos ou executar as funções que lhe são próprias. Servir ao altar é muito mais: é participar do Mistério Pascal de Cristo, ou seja, da Paixão- Morte- Ressurreição de Cristo. Servir ao altar é estar aos pés da cruz, é contemplar o Cristo ressuscitado com os olhos da fé e viver alegremente o Evangelho. 
    
   Estar a serviço do próximo é estar pronto para a doação e a entrega, é ser amparo e consolo para os que necessitam, é saber amar e viver a caridade. A vida de Cristo foi dedicada a servir o próximo. Da mesma, forma o coroinha é chamado a servir como Cristo. 
    
   No seu serviço o coroinha deve buscar sempre a alegria e a disposição, o contato fraterno e amigo, o respeito e a dedicação às coisas sagradas. O jovem deve demonstrar que vive sua fé, que observa os Mandamentos de Deus e que procura sempre ser justo e correto. Deve continuamente dar testemunho de que Cristo é o seu Senhor e Mestre. 
    
   Na vida do coroinha a oração é fundamental. É pela oração que o jovem aprende a se relacionar com Deus, a se tornar íntimo do Senhor. Na oração recebem-se as graças de Deus, o auxílio para os momentos difíceis e a força para superar o pecado e as falhas pessoais. Sem oração não se pode servir ao altar, pois como vamos estar com Cristo se não temos intimidade com Ele? É a oração que permite ao coroinha exercer o seu serviço ao próximo e ao altar de forma digna.

  Ser coroinha é viver a Eucaristia, é viver Cristo em todos os momentos da vida. A Eucaristia é a fonte de todas as graças, é alimento que fortalece a alma e nos conduz ao Pai. Ao viver a Eucaristia, o coroinha vive o seu ministério de serviço com mais dignidade, dedicação, oração e amor e, assim, santifica-se e aproxima-se cada vez mais de Deus.

Fonte: Portal do Coroinha

_________________________________________________________________________________________________________________

Que fazer parte do ministério de acólitos e coroinhas da Catedral?

Faça sua inscrição!

• Podem ser inscritas crianças de 6 a 13 anos.
• As inscrições devem ser autorizadas pelos pais.

Para fazer a inscrição, acesse o link e preencha o formulário:
https://goo.gl/forms/Gz3jfacekajgAscz1

Vinte e três missionários foram assassinados em 2017: é o que afirma o relatório anual de fim de ano publicado pela agência Fides, da Congregação para a Evangelização dos Povos.

Segundo a divisão continental, pelo oitavo ano consecutivo, o número mais elevado se registra na América, onde foram mortos 11 agentes pastorais (8 sacerdotes, 1 religiosos e 2 leigos), seguido pela África, onde foram mortos 10 agentes pastorais (4 sacerdotes, 1 religiosa e 5 leigos); na Ásia foram assassinados 2 agentes pastorais (1 sacerdote e 1 leigo).

Segundo dados coletados pela agência missionária, de 2000 a 2016 foram mortos no mundo 424 agentes pastorais, dos quais cinco bispos.

Agentes pastorais mortos de modo violento

Já de há  muito, o elenco anual da Fides não diz respeito somente aos missionários ad gentes(além-fronteiras), mas busca registrar todos os agentes pastorais mortos de modo violento, não expressamente “por ódio à fé”.

Por isso se prefere não usar o termo “mártires”, a não ser em seu significado etimológico de “testemunhas”, para não entrar no mérito do juízo que a Igreja poderá eventualmente dar sobre alguns deles, e que procuramos em todo caso documentar nesse mesmo contexto anual.

Mortos em contextos onde falta respeito pela vida e todo e qualquer direito humano

Muitos agentes pastorais foram mortos durante tentativas de assalto ou furto, perpetradas inclusive com ferocidade, em contextos de pobreza econômica e cultural, de degradação moral e ambiental, onde a violência e vilipêndio assumem  forma de comportamento, na ausência total de respeito pela vida e por todo e qualquer direito humano.

Em todas as latitudes sacerdotes, religiosas e leigos partilham com o povo a mesma vida diária, levando o valor específico de seu testemunho evangélico como sinal de esperança.

Muitos agentes pastorais são vítimas de violência por causa da fé

Os assassinados são a ponta do iceberg, vez que é longo o elenco de agentes pastorais, ou de simples católicos, agredidos, espezinhados, ameaçados, bem como de estruturas católicas a serviço de toda a população assaltadas, vandalizadas ou saqueadas.

Deve-se, além disso, acrescentar a longa lista de muitos, dos quais jamais se terá notícia ou dos quais jamais se conhecerão os nomes, que em todos os cantos do planeta sofrem e pagam com a vida sua fé em Jesus Cristo.

Raramente os assassinos de padres ou religiosas são identificados ou condenados

O relatório destaca a condenação do mandante do assassinato do missionário jesuíta espanhol Vicente Canas, morto no Brasil em 1987. No primeiro processo, realizado –quase vinte anos depois – em 2006, os imputados foram absolvidos por falta de provas; o novo processo, de 29 e 30 de novembro, levou à condenação do mandante, único sobrevivente dos imputados.

(Agência Fides, Vatican News)

A Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida realizou neste último dia 15, sexta-feira, a entrega das cestas básicas à 500 famílias carentes da zona rural de Montes Claros.

Esse é o terceiro ano que a Catedral desenvolve a campanha “Todos unidos por um Natal Feliz”. Porém, neste teve o incentivo do Papa Francisco que instituiu o Dia do Pobre, em 19 de novembro, pedindo uma ação concreta, à toda a Igreja.

Padres, diáconos, leigos e leigas visitaram 10 localidades rurais, com a colaboração da Prefeitura de Montes Claros e diversas empresas, que colaboraram com o transporte de alimentos, brinquedos e guloseimas para as crianças.

As localidades beneficiadas foram:

  • COMUNIDADE RURAL DE MATO SECO
  • COMUNIDADE RURAL DE CAMPOS ELÍSIOS
  • COMUNIDADE RURAL DE PAU D´ÓLEO
  • COMUNIDADE DE TAQUARIL
  • ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DE NOVA ESPERANÇA
  • COMUNIDADE RURAL DE BARREIRAS
  • DISTRITO DE SÃO PEDRO DA GARÇA
  • DISTRITO DE SÃO PEDRO DA GARÇA
  • COMUNIDADE RURAL DE POÇO NOVO
  • COMUNIDADE RURAL DE POÇO NOVO

A todos que colaboraram para a alegria dessas famílias um feliz e santo Natal, e que as graças e bênçãos de Deus recaiam em abundancia sobre todos neste ano de 2018 que se aproxima!

0 327
Pope Francis speaks to journalists on his flight back to Rome, Italy November 1, 2016. REUTERS/Ettore Ferrari/Pool - RTX2RDLG

Pontífice enviou mensagem aos países afetados pelo terremoto na noite de ontem; ele reza pelas vítimas e familiares

Da Redação, com Boletim da Santa Sé

O Papa Francisco expressou o seu pesar pelo terremoto ocorrido na noite deste domingo, 12, na fronteira entre Irã e Iraque e que deixou mais de 300 mortos. Em mensagens assinadas pelo secretário de Estado, Cardeal Pietro Parolin, o Santo Padre reza pelas vítimas.

Profundamente triste ao saber do grave terremoto que atingiu os dois países, o Santo Padre assegura a todos os atingidos pela tragédia sua solidariedade na oração, informa a mensagem, acrescentando o pedido de consolo e força sobre os feridos e as autoridades envolvidas em esforços de resgate.

“Expressando sua tristeza a todos aqueles que perderam seus entes queridos, ele oferece suas preces pelos falecidos e os confia à misericórdia do Todo Poderoso. Sobre os feridos e as autoridades civis e de emergência envolvidas nos esforços de resgate e recuperação, Sua Santidade invoca bençãos divina de consolo e força”.

O terremoto ocorreu por volta de 22h (hora local, 16h no horário de Brasília), tendo o epicentro a 32km da cidade iraquiana de Halabja. A região afetada mais gravemente foi o Irã, onde foram registradas 328 mortos. O tremor de terra teve uma magnitude de 7,2 graus.

Fonte: https://noticias.cancaonova.com/

0 1141

BELO HORIZONTE, 09 Nov. 17 / 01:30 pm (ACI).- Um caso recente do roubo de um sacrário no sul de Minas Gerais chamou a atenção de muitos não apenas pelo fato do furto, mas pelo que ocorreu após, quando o objeto sagrado foi encontrado em um lago com algumas aberturas e as hóstias em seu interior estavam intactas.

O fato aconteceu na cidade de Fama (MG), no dia 2 de novembro, na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus. Em declarações à ACI Digital, o pároco, Padre Benedito Clímaco Passos, quando o sacristão chegou à igrejapor volta das 8h, ao dirigir-se para a capela do Santíssimo, percebeu que o sacrário, com a âmbula e hóstias havia sido roubado.

O sacerdote, então, procurou a polícia para registrar a ocorrência e logo deram início a uma busca pela cidade. Foi quando um policial e um fiel encontraram o sacrário flutuando dentro do Lago de Furnas.

“O sacrário foi aberto por baixo, tinha algumas aberturas, a âmbula estava tombada e, mesmo estando molhado, as hóstias estavam intactas. Não temos como saber se algumas hóstias saíram do sacrário, mas ainda tinha muitas ali dentro”, contou Pe. Benedito.

Segundo o sacerdote, após encontrar o sacrário, o policial o levou para a Igreja, chegando ao local exatamente no momento em que estava sendo celebrada a Missa das 9h.

“Foi emocionante. Eu não tinha visto e uma ministra falou: ‘o sacrário’. O policial entrou pela porta lateral da igreja. Os fiéis começaram a aplaudir. Muitos choraram de emoção”, relembrou.

Para Pe. Benedito, o fato de as hóstias terem sido encontradas intactas é uma “renovação de fé” para todos e também “um mistério”. “Lembra-nos de que Jesus está vivo. Quem cometeu o roubo fez algo contra Ele, pois é Ele quem está presente na hóstia consagrada. Mas, esse fato nos mostra que nada pode atingi-lo”.

“O sacrário tinha partes abertas, as hóstias poderiam ter ido embora. Mas não, Jesus permaneceu ali”, acrescentou.

Pe. Benedito ressaltou que “apesar de o roubo ter sido um acontecimento triste, temos que ver o lado positivo disso e Jesus nos mostrou”.

“A mensagem que eu vejo nesse fato é para que permaneçamos firme na fé. Mesmo que qualquer coisa contra venha nos acontecer, jamais devemos desistir da nossa missão, precisamos sempre mostrar o outro lado, ou seja, que Jesus está vivo, Jesus está presente”, concluiu.

Fonte: http://www.acidigital.com/

0 381

FORTALEZA, 20 Out. 17 / 01:20 pm (ACI).- Frente a recentes casos de exposições e diferentes manifestações artísticas que atacam símbolos sagrados, bispos brasileiros expressaram o seu repúdio e convocaram os cristãos a resistirem e protestarem contra tais atos.

Reunidos no Conselho Episcopal, os Bispos do Regional Nordeste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que corresponde ao estado do Ceará, divulgaram uma nota por meio da qual denunciaram que “Ataques violentos e explícitos à família e à religião cristã têm sido feitos através de espetáculos de péssima qualidade que visam à apologia de práticas de sexualidade pervertida e anormal”

Nesse sentido, manifestaram a “indignação e repúdio diante do escárnio público contra os nossos símbolos mais sagrados (Crucifixo, hóstia, imagem da Padroeira do Brasil) e contra valores fundamentais da vida humana” .

“A Igreja não prega nem defende discriminação ou preconceito de qualquer natureza. Mas, comprometida com a verdade, defende e promove os valores humanos e cristãos, cumprindo assim, as exigências do Evangelho de Cristo”, assinalam.

Na nota, os Prelados fazem referências a recentes casos que geraram a reação dos católicos, como o caso da exposição Queermuseu, no Santander Cultura de Porto Alegre (RS), que apresentava blasfêmias contra símbolos religiosos, como hóstias nas quais escreveram nomes de órgãos sexuais, além de imagens indicando pornografia, pedofilia e zoofilia.

Citam ainda outro caso que aconteceu em Brasília, onde “o artista nu que rala a imagem de Nossa Senhora Aparecida durante ‘perfomance’” e com o pó do gesso, cobre o seu corpo.

Os Bispos do Regional Nordeste 1 afirmam que seriam “ingênuos” ao pensa que tais episódios, “dada à sua natureza e à evidência dos seus objetivos, não são apenas verdadeiros crimes de vilipêndio, o que já seria muito grave, pois o próprio Código penal os tipifica assim (Artigo 208)”.

“Trata-se – advertem – de um verdadeiro projeto estrutural, profundo e nefasto, de desmonte dos nossos mais preciosos valores humanos e cristãos, através da banalização do matrimônio, da ideologia de gênero, da legalização do aborto, da liberação das drogas, da relativização dos valores morais nascidos do Evangelho e ensinados pelo Magistério da Igreja”.

Nesse sentido, denunciam e expressam repúdio pelo “‘ataque explícito’ aos valores humanos e cristãos da imensa maioria do povo brasileiro. Pois em nome de uma ‘liberdade’ de imprensa, cultural, intelectual, artística impõe o desejo de uma minoria a toda uma coletividade”.

Também rechaçam “o incentivo, patrocínio, promoção e ‘doutrinação’ em massa, realizada diuturnamente em novelas, programas de ‘entretenimento’ e da imposição ilegal, por órgãos governamentais e organizações não-governamentais, muitas dessas de âmbito internacional”.

Alertam também contra a “colonização ideológica”, recordando as palavras ditas pelo Papa Francisco durante seu discurso aos bispos da Polônia em sua visita ao país em 2015,, quando advertiu que “na Europa, nos Estados Unidos, na América Latina, a África, em alguns países da Ásia, existem verdadeiras colonizações ideológicas”.

Na ocasião, o Pontífice apontou que uma dessas colonizações “é a ideologia de gênero (gender). Hoje às crianças – às crianças! –, na escola, ensina-se isto: o sexo, cada um pode escolhê-lo. E porque ensinam isto? Porque os livros são os das pessoas e instituições que te dão dinheiro”.

Diante disso, os prelados brasileiros convocaram “todos os cristãos e pessoas de boa vontade a resistirem e protestarem contra todas as formas de destruição dos valores cristãos e da família, fazendo chegar a expressão do seu repúdio e indignação aos patrocinadores de tais campanhas e aos meios de comunicação que as veiculam”.

“Acreditamos numa sociedade justa e fraterna, possível apenas no compromisso com a vida, e vida em plenitude (Jo 10,10). Que Deus nos fortaleça nessa árdua tarefa e a Querida Mãe Aparecida continue a interceder por todos nós”, concluem.

Fonte: http://www.acidigital.com/

Atualizado em 19/10 16h45

Velório do Padre Henrique sofre alterações porque familiares do religioso só devem chegar a cidade na tarde de amanhã,  sexta-feira, 20 de outubro.

Alterações no Velório do Padre Henrique:

19 de outubro: Velório na Igreja Nossa Senhora da Consolação – Cintra

O corpo está sendo velado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Consolação – Bairro Cintra. Deverá passar final da tarde e toda a noite com intervalos de missas a cada duas horas.

Padre Junio Pereira está responsável por montar o roteiro dos horários de celebração. E por enquanto, confirmadas para hoje são essas as celebrações na Igreja do Cintra.

Missa – 18h30 Padre Joaquim
Missa – 21h Padre Gledson
Missa – 23h Padre Antônio Alvimar
Missa – 01h  (não informado)
Missa – 03h Padre Junio Pereira
Missa – 6h (não informado)

20 de outubro:

Às 7h da manhã de sexta-feira, 20/10 o corpo do religioso será trasladado para o Centro Educacional Apóstolo São Tiago O Maior, localizado à rua Lagoa Capivara, 49, Bairro Carmelo e permanecerá até o final da tarde.

Às 18h em procissão, deverá ser levado para o Carmelo Maria Mãe da Igreja e Paulo VI. Lá terá missa às 19h presidida por Dom João Justino. Em seguida, apenas as freiras e os familiares irão velar o corpo de Padre Henrique durante a noite.

21 de outubro:
Ao amanhecer sábado, 7h – Missa na Capela do Carmelo, presidida por Dom José Alberto Moura, seguida de sepultamento. Como era do desejo do Jesuíta, ele será sepultado no Carmelo.

Endereço da Igreja do Bairro Cintra: Paróquia Nossa Senhora da Consolação – Região Pastoral 4 (Setor Centro) Rua Alagoas, 335 – Cintra

___________________________________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 8423-8384 ou pelo e-mail: [email protected]

http://arquimoc.com/alteracao-velorio-pe-henrique/

EM ORAÇÃO…

A Arquidiocese de Montes Claros informa que o padre Henrique Munáiz Puig de 86 anos encontra-se internado na Santa Casa desse município sob cuidados médicos. A equipe da Capelania esteve com ele essa tarde de quarta-feira, 18 de outubro, dia de São Lucas e dia do médico. O religioso sorriu, rezou e comungou. Em conversa com Carmem Lúcia, coordenadora da Capelania, o padre está reagindo. Roguemos a Deus que guie os especialistas da medicina que estão cuidando dele. Padre Henrique está se recuperando bem. Rezemos pela saúde do sacerdote tão amado e admirado por todos.

HISTÓRICO: Natural da Espanha, cidade de Pontevedra, Henrique Munáiz Puig nasceu no dia de Natal, 25 de dezembro de 1930. Veio para o Norte de Minas nos idos de 1965. Desde então, sua missão e dedicação presbiteral foi com o compromisso social. Por onde passou deixou sua marca, a marca do amor ao próximo.

___________________________________________________
Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros

http://arquimoc.com/sacerdote-do-amor-se-recupera-bem/

Vaticano, 17 Out. 17 / 03:00 pm (ACI).- Após a canonização dos Protomártires do Brasil no domingo, 15 de outubro, o presidente da CNBB, Cardeal Sérgio da Rocha presidiu uma Missa em ação de graças na Basílica de São Pedro, no Vaticano, durante a qual ressaltou 3 atitudes que os novos santos deixam como exemplos.

André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e 27 companheiros foram canonizados pelo Papa Francisco na Praça de São Pedro, no último domingo, em Missa da qual participaram os membros da presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, assim como o Arcebispo de Natal (RN), Dom Jaime Vieira Rocha, e outros bispos brasileiros.

Na segunda-feira, 16 de outubro, o Cardeal Sérgio da Rocha presidiu a Missa em ação de graças pela canonização, quando expressou “sincera gratidão e o agradecimento da Igreja no Brasil ao nosso querido Papa Francisco, assim como a todos os que se empenharam no processo de canonização dos Santos Mártires potiguares”.

Em sua homilia, o Cardeal se referiu aos novos santos como “intercessores e modelos de como seguir a Cristo” e citou “três atitudes, dentre tantas outras que poderiam ser refletidas”.

A primeira delas é a “fidelidade a Jesus Cristo”, que “é sinal e consequência da fé e se manifesta pelo testemunho”. “Eles perseveraram na fé até o fim e, na hora da provação, não negaram a Jesus. Conforme ressaltou o Papa Francisco, na homilia da canonização, ‘eles não disseram sim ao amor apenas com palavras e, por um certo tempo, mas com a vida e até o fim’”.

Outra “atitude a ser cultivada por nós, inspirados no exemplo dos nossos Mártires, é o amor a Igreja e a perseverança na Igreja”, ressaltou, lembrando que eles “foram mártires por pertencerem à Igreja”.

“O martírio ocorreu justamente quando eles se encontravam reunidos na Igreja, como Igreja.  Por isso, o testemunho se apresenta, ao mesmo tempo, como testemunho pessoal e comunitário. Foi o que aconteceu em Cunhaú e Uruaçu, onde o martírio assumiu uma especial dimensão comunitária”, disse, ao sublinhar que “o testemunho comunitário da fé e do amor é ainda mais necessário no mundo de hoje”.

Por fim, a terceira e última atitude ressaltada é “a fé no Santíssimo Sacramento testemunhada através da participação na Eucaristia e na doação da própria vida”.

O Purpurado recordou que o martírio em Cunhaú aconteceu durante a celebração Eucarística e que as palavras de São Mateus Moreira ao ser martirizado foram: “Louvado seja o Santíssimo Sacramento”.

“A Eucaristia foi a fonte e o sustento da fidelidade e da coragem testemunhadas pelas comunidades de Cunhaú e Uruaçú. Ninguém é santo por conta própria, ninguém permanece fiel contando somente com suas forças”, expressou o também Arcebispo de Brasília.

Segundo ele, “uma comunidade que vive da Eucaristia não reage às ofensas e às perseguições com violência e vingança. Ao invés disso, continua a celebrar a Eucaristia e a vivê-la”, sendo este o “alimento dos que buscam construir a paz, por meio do amor e do perdão”.

“Esta atitude eucarística dos que foram martirizados no Rio Grande do Norte torna-se ainda mais importante nos dias de hoje, com tantas situações de agressividade e intolerância difundindo-se no Brasil e no mundo”, acrescentou.

Agenda no Vaticano e encontro com o Papa

Além da canonização dos Protomártires do Brasil e da Missa em ação de graças, a presidência da CNBB segue uma ampla agenda no Vaticano nesta semana, que inclui um encontro com o Papa Francisco na quinta-feira, 19 de outubro.

Nesta terça-feira, 17 de outubro, a programação consistiu em uma visita à Congregação para os Institutos de Vida Consagrada cujo prefeito é o brasileiro Cardeal João Braz de Aviz, e à Congregação para a Doutrina da Fé. Amanhã, irão à Congregação para os Bispos.

Na quinta-feira, além do encontro com o Santo Padre, o terceiro desta presidência, farão também uma visita ao Dicastério para os Leigos, a família e a Vida, cujo secretário é o sacerdote brasileiro Alexandre Awi Mello e o prefeito Cardeal Kevin Joseph Farrell.  Haverá ainda um momento no Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral.

Na sexta-feira, 20 de outubro, a programação segue na Congregação para o Clero, na Secretaria de Estado e na Comissão para a América Latina. E, no sábado, 21 de outubro, acompanharão os padres do Colégio Pio Brasileiro, que serão recebidos pelo Papa Francisco.

Fonte: http://www.acidigital.com/

“Aborto Livre, para Maria também”, foram as palavras que um abortista anônimo escreveu na parede da igreja, sem esperar que o pároco publicasse uma resposta que viralizou no Facebook

Aborto Livre, para Maria também”, foram as palavras que um abortista anônimo escreveu na parede da igreja de São Miguel Arcanjo e Santa Rita, em Milão (Itália), sem esperar que o pároco, através do Facebook da paróquia, publicasse uma resposta que algumas horas depois se tornou viral.

O autor da resposta à propaganda abortista foi o Pe. Andrea Bello e ocorreu na periferia do sul de Milão.

“Querido escritor anônimo de muros”, começou o sacerdote. “Sinto muito que não tenha seguido o exemplo da tua mãe. Ela foi corajosa. Concebeu-te, seguiu em frente com a tua gestação e te deu à luz. Poderia ter te abortado. Mas não fez isso”, acrescentou.

A tua mãe “te criou, alimentou, lavou a tua roupa. E agora você tem uma vida e é livre. Uma liberdade que está usando para nos dizer que seria melhor também que pessoas como você não deveriam estar neste mundo. Sinto muito, mas eu não concordo”.

“Admiro muito a tua mãe porque ela foi corajosa. E ainda é, porque, como toda mãe está orgulhosa do filho, mesmo que ele se comporte mal, porque sabe que dentro dele há uma boa pessoa”, acrescentou.

O sacerdote recordou ao autor anônimo que “o aborto é o ‘sem sentido’ de todas as coisas. É a morte que vence a vida. É o medo que vence um coração, que quer lutar e viver, não quer morrer. É escolher quem tem o direito de viver e quem não tem, como se fosse um direito simples”.

“É uma ideologia que vence uma humanidade, a qual querem impedir de ter esperança. Toda a esperança”, expressou.

Por isso, “admiro todas as mulheres que com muitas dificuldades têm a coragem de seguir em frente. Evidentemente, você não tem coragem, pois permanece anônimo”.

Entretanto, o Pe. Andrea assinalou que, aproveitando esta oportunidade, “também gostaria de dizer que o nosso bairro já passou por tantos problemas e não precisa de pessoas que sujem as paredes e que arruínem as coisas bonitas que nos restam”.

“Você quer ser corajoso? Melhore o mundo em vez de destruí-lo. Ame em vez de odiar. Ajude aqueles que sofrem a suportar as suas dores. E dê a vida em vez de tirá-la! Estes são os verdadeiros corajosos!”, expressou o sacerdote.

“Felizmente o nosso bairro, que você destrói, está cheio de pessoas corajosas! que também sabem te amar, que não sabem nem o que você escreve!”. “Eu assino: Pe. Andrea”, concluiu o post do Facebook.

 

(via Liber News)

Fonte: https://pt.aleteia.org/

0 309

Vaticano, 04 Out. 17 / 12:30 pm (ACI).- Depois da Audiência Geral na Praça de São Pedro, no Vaticano, o Papa Francisco pronunciou uma mensagem especial aos membros de uma delegação do Egito na qual pediu a Deus para que proteja esse país, o Oriente Médio e todo o mundo “de todo terrorismo e do maligno”.

O Santo Padre pediu ao Senhor “que abençoe todos vocês e que proteja o seu país, o Oriente Médio e o mundo inteiro de todo mal, de todo terrorismo e do maligno”.

O Papa fez esta oração alguns dias depois do massacre em Las Vegas, Estados Unidos, no qual um homem de 64 anos assassinou cerca de 58 pessoas e deixou mais de 500 feridos, no tiroteio mais letal na historia moderna do país.

No dia 2 de outubro, o Papa enviou os pêsames ao Bispo de Las Vegas, expressando sua proximidade e tristeza por esta “tragédia sem sentido”.

Diante dos peregrinos egípcios reunidos no Vaticano para a bênção de um ícone que representa a fuga da Sagrada Família ao Egito para escapar da opressão e da injustiça do rei Herodes, o Pontífice lembrou hoje sua viagem apostólica ao país africano em abril de 2017.

“Recordo carinhosamente a minha visita apostólica à sua terra e ao seu povo generoso. Terra na qual viveram São José, a Virgem Maria, o Menino Jesus e muitos profetas”.

O Egito, disse o Papa, é uma “terra abençoada ao longo dos séculos pelo precioso sangue dos mártires e dos justos. Terra de convivência e hospitalidade, da história da civilização”.

Fonte: http://www.acidigital.com/

Galeria de Fotos