Quem ama não conhece nada que seja difícil

Quem ama não conhece nada que seja difícil

0 262

Agora sim entendi o que é uma verdadeira “prova de amor”

“Amor” é uma palavra muito usada. Como se diz aqui na Bahia, muito “manjada”. Ela está na boca de todos, dos santos e dos pecadores. Na boca do pobre, do rico, do amigo, do adúltero, do estuprador, do assassino, etc. Então, como saber se o AMOR é verdadeiro ou só da boca pra fora???

Vamos começar do começo. Uma das coisas mais difíceis para quem ama de verdade, chama-se DISTÂNCIA. Quem ama, quer estar perto. Prova disso é que a morte sempre traz um sentimento horrível, pois é a separação corpórea de duas pessoas que se amam. O amor não suporta a ausência. Santo Afonso dizia: “O amor exige união”.

Um exemplo: o Padre só será feliz no seu ministério se amar Jesus verdadeiramente. Se o amor por Cristo for apenas uma encenação, logo ele irá se cansar da Missa, a oração lhe causará tédio. Se o amor for real, quão feliz ele será.

Jesus, antes de voltar para o seu amado Pai, deixou para nós a EUCARISTIA, sua Presença Real nas espécies do Pão e do Vinho. Por qual razão??? Porque amava o Pai e queria voltar para Ele, mas também nos ama, e quis permanecer conosco. A Eucaristia é o amor em forma de comida.

Então, se alguém me ama de verdade, a primeira coisa que irá me desejar é a SALVAÇÃO eterna. Até porque, para os que creem, a morte não é separação, e sim uma viagem de alguém que amamos para uma terra sem Wi-Fi. Ficaremos um tempo sem comunicação, mas não para sempre. Se eu amo alguém, vou fazer de tudo para que ele ou ela não seja condenado ao inferno. Ver alguém no pecado e fechar os olhos, é o mesmo que dizer: NÃO TE AMO.

A mãe ou o pai que apoia o pecado dos filhos, não os ama de verdade. O namorado que vive tentando a namorada (ou vice-versa) para viverem como casados sem estarem de fato, não ama. O amigo que oferece bebida ao companheiro alcoólatra, não ama. Quem vê alguém na depressão e diz: “vou te ajudar a pular da ponte”, não ama.

Você que está lendo, pode até pensar: “Eu amo, mas não consigo fazer tal coisa”. Santo Antônio de Lisboa te responde, dizendo: “Quem ama, não conhece nada que seja difícil”.

Amar é desejar o Céu, é querer levar o outro ao Céu. Lá onde não existe a palavra “fim”. Onde só existe a palavra “sempre”. Quer amar alguém? Mostre o caminho da salvação.

(Pe. Gabriel Vila Verde)

 

Fonte: https://pt.aleteia.org/

NO COMMENTS

Leave a Reply

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.