Como manter o espírito de silêncio durante a Quaresma





Como sempre, Jesus deve ser nosso exemplo. Lembra que ele ficou em silêncio durante a sua perseguição?

 

 

A Quaresma é o momento perfeito para praticar o silêncio. Devemos olhar para a Paixão e Morte de Jesus e ter esses acontecimentos como inspiração para as nossas vidas.

De fato, uma coisa que nem sempre nos lembramos é como Ele ficou em silêncio diante da perseguição.

Na prática, como trazer isso para nossas vidas? Um dos caminhos é, ao invés de discutir com as pessoas sobre várias coisas, às vezes é mais proveitoso ficar em silêncio. Isso pode ser especialmente o caso das redes sociais, onde somos tentados a responder a algumas publicações com comentários sarcásticos ou repreensões duras.

Outra forma de manter o silêncio na Quaresma é através da oração – uma das chaves para vivenciar bem este período.

Portanto, em espírito de oração, considere como você deve viver a Quaresma e procure maneiras de ficar intencionalmente em silêncio, pensando antes de falar.

Aqui está uma reflexão/prece que pode ajudar. Quem a compôs foi São Claudio de la Colombiere.

 

“Mil testemunhas aparecem e clamam contra Jesus; eles O acusam sem provas, sem razão, sem mesmo uma aparência de razão. Em seu testemunho, eles se contradizem. Mas Jesus ficou em silêncio … “Eu não respondo.” Oh adorável silêncio, quão eloquente és e que admiráveis ​​lições me dás! Ficaste em silêncio, ó Senhor, em meio a tão grandes perigos, com uma oportunidade excelente para falar, em uma ocasião tão importante. Que pretexto me resta daqui em diante para murmurar e reclamar? Virei a ti em busca de força e encorajamento para manter o silêncio e sofrer como sofreste.”

Fonte: Philip Kosloski