Única Missa do ano no vilarejo: o incenso na lata de leite em pó





Pe. Gabriel Vila Verde compartilha um tocante momento de fé simples, na única Missa do ano celebrada num vilarejo do Recôncavo Baiano

 

 

Única Missa do ano no vilarejo: durante a festiva celebração, o incenso na lata de leite em pó “com certeza subiu aos céus e agradou a Deus”. Este momento de fé simples e humilde fez parte do relato do pe. Gabriel Vila Verde sobre a Santa Missa que celebrou no último sábado.

Bastante conhecido nas redes sociais pela sua postura de defesa da doutrina católica, o sacerdote brasileiro é também um pároco zeloso e muito ativo na celebração dos sacramentos. Neste sábado natalino, ele foi até uma comunidade chamada Kaibongo, definida por ele próprio, em sua rede social, como “um lugarejo pobre, escondido nas matas do recôncavo baiano”.

O padre assim complementa a descrição:

 

“É a única Missa do ano, celebrada numa minúscula capela no alto da Serra. Boa parte da viagem fiz a cavalo, mas, para chegar na capela, tem que subir a pé. Este ano foi a quarta vez que celebrei esta Missa. Para nós, uma penitência. Para eles, é uma festa!”

 

Sobre a capelinha e seu altar improvisado, o sacerdote comentou, compartilhando fotografias:

 

“Foi nesta capelinha que celebrei a Missa do último sábado. O altar foi uma mesinha de madeira, que também serviu de credência e ambão”.

 

Única Missa do ano no vilarejo: incenso na lata de leite em pó

Por fim, o pe. Gabriel também compartilhou um momento singelo e tocante da celebração da Santa Missa na comunidade de Kaibongo:

 

“Na hora do ofertório, uma senhora me deu essa latinha de leite cheia de brasas, tendo um arame como alça. Ela mesma colocou um punhado de incenso comprado para a Missa. Certamente, viu na televisão e quis fazer o mesmo, do jeito que podia. Incensei o ‘altar’ com a mesma dignidade que daria a um turíbulo de prata ou de ouro. Aquele incenso, queimado de forma tão simples, com certeza subiu aos céus e agradou a Deus”.

Fonte: Pe. Gabriel Vila Verde / pt.aleteia.org