A fórmula para banir o mal do mundo, segundo São João Paulo II





Ele acreditava firmemente que o mal e a violência no mundo só poderiam ser derrotados com o bem

 

 

É tentador querermos “combater fogo com fogo”, especialmente ao lidarmos com a violência ou injustiça no mundo. No entanto, São João Paulo II acreditava que lutar contra o mal com mais mal só criaria problemas.

Em uma mensagem para o Dia da Palavra pela Paz em 2005, o pontífice polonês explicou seu raciocínio:

 

“Escolhi como tema para o Dia Mundial da Paz de 2005 a exortação de São Paulo na Carta aos Romanos: «Não te deixes vencer pelo mal, vence antes o mal com o bem» (12,21). O mal não se derrota com o mal: de fato, por aí, em vez de vencermos o mal, somos por ele derrotados”.

 

 

Mal versus valores morais

Esta pode ser uma mensagem desafiadora, especialmente quando nos sentimos ameaçados pelo mal no mundo. No entanto, São João Paulo II permanece firme em sua mensagem para combater o mal, em todas as suas formas, com o bem:

 

“Contemplando a situação atual do mundo, não se pode deixar de constatar uma impressionante difusão de numerosas manifestações sociais e políticas do mal: desde a desordem social à anarquia e à guerra, da injustiça à violência contra o outro e à sua supressão. Para orientar o seu próprio caminho entre as solicitações opostas do bem e do mal, a família humana tem urgente necessidade de valer-se do patrimônio comum de valores morais que o mesmo Deus lhe deu. Por isso, a quantos estão decididos a vencer o mal com o bem, São Paulo convida a cultivar atitudes nobres e desinteressadas de generosidade e de paz (cf. Rm 12,17-21). Nenhum homem, nenhuma mulher de boa vontade pode esquivar-se ao compromisso de lutar para vencer o mal com o bem. É uma batalha que se combate validamente somente com as armas do amor. Quando o bem vence o mal reina o amor, e onde reina o amor reina a paz.”

 

Enfim, se desejamos paz no mundo e o fim da divisão e da violência, devemos contra-atacar com caridade e bondade. Caso contrário, estaremos apenas adicionando combustível às chamas.

Fonte: Philip Kosloski / pt.aleteia.org