O poder de cura dos animais de estimação





Os animais fornecem benefícios terapêuticos que podem ajudar a curar e tratar doenças físicas e psicológicas

 

 

Existem animais treinados especificamente para executar uma série de tarefas para ajudar pessoas com deficiência, como cegueira ou surdez.

No entanto, verificou-se que além dessa função mecânica, o contato com os animais oferece uma gama muito maior de benefícios de cura.

Desde a redução dos níveis de ansiedade e de sentimentos de solidão, bem como o alívio em situações estressantes, o aumento da auto-estima e a abertura de um espaço para a expressão de sentimentos, o contato com os animais permite que esses benefícios sejam possíveis quando estão em um contexto familiar e recreativo.

Com o passar do tempo, esses benefícios levaram os animais a se tornarem um recurso importante nas terapias focadas na melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Assim, as chamadas Terapias Assistidas por Animais (TAA) podem ser utilizadas em tratamentos para preservar o equilíbrio físico, mental e social.

Até agora, as espécies mais utilizadas para benefício terapêutico são cães e cavalos, mas pouco a pouco está se desenvolvendo com outros animais, como gatos, coelhos ou pássaros.

Esses animais são frequentemente encontrados em instalações médicas, aeroportos, escolas, asilos e espaços de atendimento para veteranos militares e familiares.

Aqui estão algumas das maneiras mais comuns pelas quais o uso de animais pode ajudar nos processos de tratamento:

 

1 - AUMENTAR A AUTO-ESTIMA

A troca afetiva com o animal melhora o estado emocional de uma pessoa, a qual se sente acompanhada e permanece ativa porque deve assumir a responsabilidade por seus cuidados, aumentando assim a auto-confiança.

 

2 - RECEBER CONSOLO

A pesquisa mostrou que os animais ajudam a aliviar distúrbios psicológicos, influenciando positivamente na saúde mental e fornecendo apoio emocional. Graças a esse contato, muitas pessoas com depressão conseguiram encontrar conforto e paz brincando com eles ou simplesmente tendo-os por perto.

 

3 - MELHORAR O ÂNIMO

Os animais podem ajudar a elevar o ânimo e transmitir calma. Alguns estudos sugerem que olhar nos olhos dos cães aumenta a produção de elementos químicos que atuam como antidepressivos naturais e são eficazes na promoção de calma e bom humor.

 

4 - COMBATER A ANSIEDADE

Para pessoas que sofrem de ansiedade, uma mera viagem de avião pode ser uma tarefa exaustiva, por exemplo; mas o animal pode ajudar a pessoa a concentrar sua atenção em outra coisa e a se sentir acompanhada enquanto enfrenta seu desafio.

 

5 - REGULAR EMOÇÕES

Os animais de estimação podem ajudar a regular as emoções. Para uma pessoa que está passando por uma situação traumática, é difícil manter seus sentimentos e emoções sob controle. Ao sentir ternura ou compaixão, as pessoas desligam de suas crises emocionais e mantêm suas mentes ocupadas com pensamentos felizes.

 

6 - BAIXAR OS NÍVEIS DE ESTRESSE

Os animais ajudam a gerar emoções positivas e são uma distração dos procedimentos médicos que podem ser estressantes. Alguns estudos sugerem que as interações físicas e sociais com os animais aumentam a secreção de substâncias químicas como a ocitocina, que alivia o estresse.

 

7 - AJUDAR NA COMUNICAÇÃO

Sendo um companheiro e oferecendo cuidados amorosos sem julgamentos, os animais podem ajudar as crianças a falar sobre o que sentem, como medo, raiva ou incertezas. A maioria das crianças é atraída pelos animais e pode se expressar melhor com os animais, especialmente as crianças que sofreram traumas.

 

8 - FACILITAR O APOIO SOCIAL

Os animais podem ativar um processo social reduzindo o isolamento e a desconexão. As pessoas que sofrem com sua aparência podem achar mais fácil começar a socializar com eles. Muitas vezes, você encontra apoio e se sente mais conectado ao ter um tópico de conversação, possibilitando a construção de relacionamentos com outras pessoas.

 

Fonte: Cecilia Zinicola / pt.aleteia.org