Pe. Zezinho questiona os que prometem “cura de todas as doenças"





“É mais ousadia do que fé esclarecida. Que bispo autoriza esse tipo de marketing?”, indaga ele

 

 

O pe. Zezinho publicou um texto em sua rede social comentando sobre as abordagens de pregadores que prometem curas milagrosas, gerando expectativas cujo cumprimento está além do seu alcance.

Prometer curas e livramento de maldição, como alguns pregadores pentecostais e católicos fazem na internet, é mais ousadia do que fé esclarecida, ou também falta de estudos de Bíblia e de Catequese!

Explico-me! Um dos textos dizem que O SANGUE DE JESUS VAI TE CURAR DE “TODA DOENÇA” e de TODA MALDIÇÃO e de TUDO QUE TE FAZ INFELIZ. Alguém tem autoridade para isto só porque é pregador? Que bispo autoriza esse tipo de marketing para qualquer dos padres? Cura de
“todas” as doenças???

Se lessem os quatro evangelhos, Isaías, Jeremias, Paulo, Pedro e Tiago teriam lido que tais promessas sem provas claras de que vêm do céu são ousadia e marketing da fé. E [isso] prejudica a diocese porque, em pouco tempo, os fiéis estarão cobrando resultado do padre e do bispo.

Não conheço nenhum bispo que autorize este tipo de marketing da fé. Padres e leigos ousam, mas por isto mesmo não são bispos.

Se lessem Mateus 6,15-23, veriam como não se promete nada em nome de Jesus sem prova de que o discípulo está devidamente autorizado. Em Atos 19, 14s, os apóstolos enfrentaram os sete filhos de Ceva que praticavam exorcismo itinerante. Hoje pratica-se no palco e diante das câmeras. Muito disso é exibicionismo. São promessas vazias que nada têm a ver com a RCC e com a Doutrina dos Carismas! Talvez outras igrejas aceitem isto, mas na nossa Igreja o bispos têm que saber!

PELOS FRUTOS SABEREMOS SE É COISA DE FALSO PROFETA. Ou, no mínimo, de profeta ousado que nem Jeremias aprovaria! Nem Paulo, nem Pedro!

Mateus escreve o que Jesus disse (Mt 7,20-21): “Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor! Senhor!’, entrará no Reino dos Céus”.

Falar com o demônio, desafiá-lo no palco, falar em nome de algum arcanjo, prometer curas num culto ou numa tarde de adoração, anunciar que haverá curas naquela tarde ou naquela noite pode ser fé, mas nem sempre é fé esclarecida. Quem se diz USADO por Deus talvez esteja sendo mais OUSADO do que USADO pelo céu!

O CIC (Catecismo da Igreja Católica) fala claramente sobre o ministério dos pregadores da fé católica, sobre curas, milagres e exorcismos. Não leu e não estudou é porque não quis.

Na Igreja Católica são pouquíssimos os padres ou estudiosos autorizados pelo Papa ou pelos bispos a usar esta pastoral e esta linguagem. Quase sempre quem diz que faz exorcismo o faz por conta própria, como os SETE FILHOS DE CEVA! (At 19, 13-20). Releia o episódio!…

Fonte: Aleteia Brasil / pt.aleteia.org