Racismo e violência nos EUA: Papa suplica por paz a Nossa Senhora





“Nada se ganha com a violência e muito se perde”, declarou Francisco na manhã de hoje, durante a Audiência Geral no Vaticano, a respeito da morte brutal de George Floyd

 

 

Nesta manhã de 3 de junho, o Papa Francisco rezou de modo especial pelos Estados Unidos, que vivem uma onda de protestos pacíficos e também de violentos distúrbios sociais relacionados com o assassinato de George Floyd, 46 anos, detido e agredido por um grupo de policiais em Minneapolis, no Estado de Minnesota, sob a acusação de usar uma nota falsa de 20 dólares em uma loja e de resistir à ordem de prisão.

Floyd foi dominado e, enquanto permanecia no chão, algemado e sem defesa, tinha seu pescoço pressionado pelo joelho de um dos policiais, o que o matou por asfixia, de acordo com a autópsia pedida pela família.

As imagens em vídeo que mostram o sufocamento sofrido por Floyd chocaram o mundo. O policial Derek Chauvin está preso e responderá pelo crime de homicídio. George Floyd, ex-segurança, sofria de doença arterial coronariana e doença cardíaca hipertensiva. Enquanto era dominado, ele se esforçava por afirmar que não estava conseguindo respirar.

Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB) já tinha se manifestado, em 29 de maio, sobre o assassinato de George Floyd:

 

 

“Estamos com o coração partido, enojados e indignados ao ver outro vídeo de um homem afro-americano sendo assassinado diante dos nossos olhos. O mais surpreendente é que isso esteja acontecendo após poucas semanas de outros eventos semelhantes. Este é o alerta mais recente que precisa ser atendido por cada um de nós com determinado espírito de conversão”.

 

 

Na Audiência Geral desta quarta-feira, no Vaticano, Francisco pediu a intercessão de Nossa Senhora de Guadalupe, Mãe e Padroeira das Américas, em favor da paz e da justiça, dedicando uma mensagem especialmente direcionada aos fiéis de língua inglesa. Após declarar que está acompanhando “com grande preocupação as dolorosas desordens sociais que estão ocorrendo em sua nação nos dias de hoje, após a trágica morte de George Floyd”, Francisco exortou:

 

“Não podemos tolerar nem fechar os olhos para qualquer tipo de racismo ou de exclusão e pretender defender a sacralidade de cada vida humana.

A violência das últimas noites é autodestrutiva e autolesiva. Nada se ganha com a violência e muito se perde.

Que Nossa Senhora de Guadalupe, Mãe da América, interceda por todos os que trabalham pela paz e pela justiça em suas terras e no mundo. Deus abençoe todos vocês e suas famílias”.

 

O Papa pediu as orações de todos pelo repouso da alma de George Floyd e de todas as outras pessoas que perderam a vida por causa do pecado do racismo; pelas famílias e amigos dessas vítimas; pela reconciliação nacional e “pela paz que ansiamos”.

Fonte: Redação da Aleteia